quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Sobre renovação


Sentado na areia da praia infinita, observando o vaivém da maré, paro para me preparar para a renovação. Renovar? Renascer? Sim! Mudar, permanecer, consertar, você decide. Mais trezentos e sessenta e cinco dias vêm por aí. Você tem a chance de fazer tudo o que não fez nesses trezentos e tantos dias que já se passaram. Parece balela, não é? Um discurso um pouco, bastante, repetido, não? Mas pare e pense. O ano novo é e nunca vai deixar de ser a filosofia de mais trezentos e tantos dias novos, em branco, esperando ser coloridos. Então, muna-se de cores e corra. O quadro da vida urge por cor, por forma. Não pare, não espere. Corra! Pinte o sete, o oito, os trezentos e sessenta e cinco novos números. Qual a cor? Você decide. Você decide o tom, a intensidade, a forma do traçado. O seu traço. Único. Responsável por singularizar momentos e colorir o novo ano. Monte sua arte, faça-a valer trilhões, mas a faça tornar-se tão importante e colossal que nenhum valor seja capaz de comprá-la. Feliz 2017!

Postagens relacionadas

4 comentários:

Lucia Kuhnen disse...

Amei seu texto! Leve e lindo!!.... Já estou a colorir meus dias e te desejo um ano com tudo que te inspire e faça feliz. Abraço

Dalvan Linhares disse...

Lucia Kuhnen, muito obrigado pelas palavras. Fico muito feliz que minhas palavras tenham chegado até você e tenham te tocado. Desejo-te um 2017 incrível.

Edimara Freire disse...

Belo texto,vou começar a colorir os meus dias de agora rsrsrs, obrigado.

Dalvan Linhares disse...

Toda hora é hora, Edimara Freire! rsrs

Postar um comentário